... you be good and don't you miss me 
Renan encontrava-se novamente sentado na sacada de seu quarto, olhando para a lua e pensando nela. Era assim toda noite desde que Delilah se mudou para Nova York em busca de seu sonho. Renan sempre a apoiou, mesmo sabendo que essa atitude implicaria na separação deles, já que São Paulo é bem longe de New York e ele não tinha dinheiro suficiente para ir com ela. 
Delilah estava fora há dois anos e Renan não conseguia esquecê-la por mais que tentasse... e ele tentou! O contato entre eles era escasso, o fuso horário atrapalhava seus “encontros” e mesmo assim, mesmo com tudo contra eles, não conseguiam simplesmente dizer adeus e seguir suas vidas, por isso, aproveitavam ao máximo quando tinham a oportunidade de conversar. Delilah estava cada vez mais animada com as aulas na faculdade de publicidade junto com o emprego garantido em uma agência publicitária muito conhecida em Nova York e Renan continuava compondo em sua sacada, sempre pensando em sua amada, tão distante.
E então, finalmente conseguiram se falar por skype, a felicidade era imensa. 

– Olá Delilah! Como estão as coisas aí em Nova York? – Renan perguntou, com um sorriso de orelha a orelha. - Como você está bonita essa noite! - ele a viu corar e seu sorriso cresceu mais ainda (como se fosse possível) - Times Square não consegue brilhar tanto quanto você - ele piscou e ela gargalhou por um curto tempo, ficando séria em seguida. 
– Oh Renan, só não estão perfeitas, porque você não está aqui – ela respondeu, sorrindo de volta, com os olhos brilhando de emoção. – Quando vem me ver? 
– Bom, sabe que estou à milhas de distância... – ele respondeu com um sorriso sem graça nos lábios – e você sabe como os tempos estão difíceis, mas acredite em mim, menina... Um dia, pagarei as contas com minha música e finalmente vamos ter tudo de bom. Teremos a vida que sempre soubemos que teríamos. 

E ela simplesmente lhe sorriu, com lágrimas saindo de seus olhos. Ah, como ele queria tocá-la naquele momento. Como queria poder abraçá-la, limpar suas lágrimas e dizer que ela não precisava se preocupar. Oh, o que você fez comigo, Delilah? Eu estou louco... Louco por você! É isso que você fez comigo.

– Por favor, Delilah, não se preocupe com a distância. Se por um acaso se sentir sozinha, ouça a canção que te mandei e feche os olhos. Escute minha voz, ela é o meu disfarce. Eu estou do seu lado! – ele sussurrou a última frase e ela riu. 
– Eu te amo tanto, Renan. Não posso acreditar que já estamos nessa há dois anos! Eu sinto tanto a sua falta – ela suspirou, passando uma mão pela tela do computador, como se assim pudesse tocá-lo. Ele fechou os olhos e suspirou, abrindo-os em seguida. 
– Escrevi mais algumas músicas para você, meu amor – ele mostrou um bloco de papel. – Quando ouvi-las, com certeza vai me amar ainda mais do que o faz agora. 
– Você é o garoto mais convencido que já conheci na minha vida – ela deu risada, e logo seus olhos se encheram de lágrimas. – Eu preciso de você, Renan. 
– Oh Delilah! – ele mordiscou o lábio inferior, não podia chorar! Tinha que ser forte para ela, por ela! – Milhas de distância parecem longe, mas hoje já existem aviões e trens e carros. E se eu não conseguir nenhum desses meios de transporte, eu ando até você! Não me importo nem um pouco – ela sorriu e ele quase chorou. Como sentia falta daquele sorriso, daqueles lábios... – Todos os nossos amigos acham que somos loucos. 
– Eu não me importo! Um dia, estaremos rindo na cara de todos que não acreditaram em nós! 

Ele sorriu. Com certeza era o que mais queria! Rir de todos que nunca acreditaram no amor deles, rir de todos que diziam que eles não durariam um ano separados. Hei, adivinhem: Já estamos distantes há dois anos, e ainda estamos juntos. 

– Renan? – ela o chamou baixinho – eu... eu tenho que ir! As aulas começam cedo amanhã e já está bem tarde aqui. 
– Tudo bem, meu amor – ele suspirou triste. – Agora, seja boazinha e não sinta minha falta, ok? – ela deu uma gargalhada gostosa, que novamente trouxe lágrimas aos olhos de Renan. Ele a amava tanto! – Mais dois anos e você terá terminado a faculdade e eu estarei fazendo história com a minha música e enfim, ficaremos juntos. 
– Promete amor? 
– Claro que prometo. Eu faço tudo por você, Delilah! – ele encheu o pulmão de ar e gritou – TUDO! Ela gargalhou e ele a acompanhou. 

Depois das últimas juras de amor trocadas, a conexão se encerrou e Renan se deitou em sua cama, observando o teto com os braços atrás da cabeça. Só mais dois anos, Renan... Só mais dois anos! E com esse pensamento, ele caiu no sono, sempre com Delilah em seus pensamentos.
(Caroline dos Anjos Quirino)



Este texto pertence a Caroline do blog Devolva Meu Clichê (que eu confesso que é bem legal e indico!), assim que eu comecei a ler admito que ele prendeu totalmente a minha atenção, pena que não é um livro porque de certeza que eu compraria, o texto foi inspirado por essa musica de mesmo nome:


E aí gostaram do texto? A Carol é bem talentosa, você já conhecia o blog dela? Compartilha




Hoje mais um dos meus amores faz anos, Harry Styles, meu lindo, está completando hoje (01 de Fevereiro) 20 aninhos, os meninos do 1D, propuseram as fãs enviarem um video criativo onde alguns dos melhores seriam escolhidos para fazer parte de um único video que vai ser passado durante a festa de anos de Harry, eu quase tentei, espero que vocÊ tenha o melhor dia de todos e que desfrute bem da festa e da companhia dos seus amigos e familias, e claro não esqueça que nós te amamos.

HAPPY BIRTHDAY HARRY STYLES


Oi directioners de plantão, com certeza vocês já sabem mais não custa dizer (escrever) que o clip do single midnight memories dos 1D já saiu, e se me permitem está super fixe! Os meninos aprontam no video chegando até a roubar o barco da policia, rsrsrs, bom o video esta imperdivel, ele foi lançado bem mais cedinho só que eu estava muito ocupada para postar vendo o video varias e varias vezes. Então aqui vai:



E aí, gostaram? Eu amei e você? Me conta tudo. Beijinhos Shelsea Ross